segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Quem és TU?

Quem és tu?
Espelho de uma alma nua
Alegre triste e sisuda
Zangado mas amado
Contente mas mal amado
Afinal quem és tu?

Quem és tu?
Retrato de um ser
Caricatura de um poder
Alguem que é mudo
Gente que fala ao mundo
Afinal quem és tu?

Serei eu
Serás tu
Será gente como eu
Serão pessoas como tu
Afinal quem és tu?

Imaginei esta tela e disse para comigo, não vai sair nada de belo mas tenho que a pintar,agora sinceramente razão tinha quando pensei que não veria e nem seria nada de belo ,mas tem qualquer coisa que me atrai,o que é não sei!
Para embelezar um pouco escrevi o poema para a acompanhar!
Poderão me dizer quem será ?

14 comentários:

Paula Raposo disse...

Gosto dos traços brancos no contorno do rosto.
Será cada um de nós...beijos.

Ana M. disse...

um rosto sem nome.

Laurita disse...

Olá Zé, passei para agradecer a visitinha e comentar claro. O quadro anterior para mim é um dos mais fascinantes, que o Zé pintou. Amei de coração. Este gosto da mistura de cores e será talvez a nossa máscara quando nos dias não. O poema encaixa perfeitamente. Beijócas e boa semaninha.

Mona Lisa disse...

Olá Zé

Adorei! Está fantástico assim como o poema.

Parabéns!

Bjs.

Lisa

Ana Karina Maganha disse...

Adorei... combinação perfeita da pintura e o poema! Parabéns!
Quando puder, faz uma visitinha lá no meu blog!
Abração!

artes_romao disse...

boa tarde,td bem?
hummm....
pois é, parece um pouco de todos nós.
fica bem,jinhos***

Savi disse...

Olá Zé

Adorei o seu poema, quanto ao quadro com traços geométricos... concordo consigo em dizer que ele lhe diz alguma coisa....talvez um olhar indeciso.
Beijinhos e uma óptima semana
Savi

RETIRO do ÉDEN disse...

O outro "Eu" que cada um de nós esconde, bem escondidinho.

Pessoalmente gosto bastante do rosto geométrico. As cores muito ao meu jeito e o poema muito bem conseguido.

Forte, forte, abraço.
Mer

Graça Pereira disse...

É o mistério, o sonho, que cada um guarda dentro de si...podemos levantar o véu devagarinho e talvez encontremos, surpreendentemente...o nosso rosto!!
Um beijo e uma semana feliz.
Graça

Just Me...S disse...

Não é o teu estilo, mas acho que está muito giro, principalmente o poema!!

beijoca doce

Bruno Cardona disse...

Olá, gostei da pintura e do poema, estão muito bem e encaixam perfeitamente, parabéns. Respondendo a questão que me colocou no meu blog, sim, adoro a arte de Dali e brevemente terei no meu blog mais uma tela dupla baseada nas suas obras misturadas com a minha originalidade. Um forte abraço e tudo de bom.
Bruno Cardona

Carla disse...

Viva Zé, quer-me parecer que a minha "companhia" anda a dar frutos eh eh eh, UM QUADRO AMARELO!!!!! nunca imaginei o Zé a atirar-se assim ás cores, o quadro ficou brutal, parabéns mesmo. No sábado vai ser a inauguração da loja da menina dos Fios de Alfazema e o pessoal vai aparecer por lá, fica em Lisboa no conde redondo, não quer aparecer por lá??? Se tiver oportunidade diga qualquer coisa para combinarmos ir ao mesmo tempo, adorava cumprimenta-lo. Bj

Carla disse...

Viva Zé, que falta que fez hoje em Lisboa, reuniu-se um grupo soberbo e o Ze tinha que estar lá, aposto que ia sentir-se completamente como fazendo parte daquele grupo, mas outras oportunidades vão surgir, cheira-me que a loja da Maria vai passar a ser ponto de encontro de bloguistas aficionados pelas artes. Um beijão

Savi disse...

Boa noite Zé...
...como vão as coisas por aí?? o mar furioso, um bom tema para um quadro "gaivotas em terra temporal na costa" Um beijinho e uma óptima semana.
Savi